Blogue Patrocinado Por

Blogue Patrocinado Por

quinta-feira, 30 de julho de 2015

Sopa fria de Melão…

Verão, calor e sopas quentes, não combinam muito bem, mas não prescindo delas.
Gosto e gostamos cá em casa, mas confesso que nesta altura do ano as frescas sabem muito melhor.
Foi num dia destes que decidi viajar pela gastronomia brasileira, pois como por lá as temperaturas são mais quentes calculei que houvesse umas receitazinhas fantásticas de sopas frias e não me enganei.

O site por onde andei foi o Brasil na mesa (http://www.brasilnamesa.com.br/) e é claro que encontrei imensas sugestões.
Escolher uma é que me foi difícil, mas encontrei esta que veio mesmo a calhar!

Aproveitei um melão que não era nada doce que estava no meu frigorífico, adaptei à Bimby e testei a receita.
Fiquei surpreendida com a sopa fria.
Aprovada!

2015-07-18 12.30.13

Ingredientes:

750g de melão em cubos
120g iogurte natural ( http://cristinatbernardo.blogspot.pt/2015/07/iogurte-natural.html)
1c. de sopa de Vinho Moscatel do Douro (ou Vinho do Porto branco)

2015-07-16 11.32.27 
100g de Fiambre (ou presunto) 
Pimenta preta moída q.b.
Cebolinho picado (não coloquei)
1 colher de sopa de azeite extra virgem (não usei)
Sal q.b.
Folhas de hortelã para guarnecer

Receita original: http://www.brasilnamesa.com.br/salgados/sopas-salgados/sopa-fria-melao-iogurte-presunto/

Preparação:

1. Colocar no copo o melão e triturar. 30Seg./Vel.7

2015-07-16 11.27.42 

2. Adicionar o iogurte, o vinho, o sal e a pimenta.
Misturar 30Seg./Vel.5

2015-07-16 11.31.36 2015-07-16 11.34.24

3.Deitar em copos individuais e levar ao frigorífico cerca de 1h antes de servir.
Decorar a gosto com fiambre ou presunto.

2015-07-18 12.30.23

Marcas Technorati: ,,

quarta-feira, 29 de julho de 2015

Pana Cotta com Coulis de Cereja…

Itália, sentou-se à minha mesa…em forma de sobremesa!
A panacota ou panna cotta, em italiano significa literalmente "nata cozida".
Esta é uma sobremesa típica da região italiana do Piemonte, elaborada a partir de nata de leite, açúcar, gelatina e especiarias, especialmente canela.
É uma sobremesa muito versátil, a qual pode ser consumida sozinha, isto é, simples, ou acompanhada com compotas ou com fruta fresca.
Fez sucesso e Itália vai ter lugar à minha mesa muitas mais vezes ;)
Tem apenas um senão, na minha opinião…sabe sempre a pouco e comia sempre mais :D
Sou tão gulosaaaaaaaaaaaa!
2015-07-23 13.08.50
Ingredientes:
Para a Pana Cotta:
3 folhas de gelatina neutra cortada em pedaços
150g leite
1 pau de canela
300g natas para bater
100g açúcar
Para o Coulis de Cereja:
150g de cereja (podem usar outra fruta a gosto: morango, maracujá…)
75g vinho tinto
25g vinagre balsãmico
75g açúcar
Preparação:
Pana Cotta:

1. Colocar as folhas de gelatina num recipiente com água fria para hidratar.
Reservar.

2015-07-22 15.05.18
2. Colocar no copo o leite, o pau de canela, as natas e o açúcar. Programar 6Min./80º/Vel.2
2015-07-22 15.07.34 2015-07-22 15.09.45
3. Levar ao microondas as folhas de gelatina alguns segundos para derreterem.
4. Retirar o pau de canela.
Programar 1Min./Vel.3 Pelo bocal e já com a Bimby em funcionamento, adicionar a gelatina completamente dissolvida.
2015-07-22 15.18.41
5. Distribuir por 6 formas individuais para pudins, se desejarem desenformar ou colocar em potes de vidro de 250ml de capacidade, foi o que eu fiz.
Não encham na totalidade!
Só deu para 3, porque as formas de pudim são muito pequeninas :D
2015-07-22 15.20.48
6. Levar ao frigorífico cerca de 5h ou até solidificar.
Preparação:
Coulis de Cereja:

1. No copo, colocar as cerejas e descaroçar. 15Seg./Vel.4
2015-06-06 16.24.58 2015-06-06 16.29.30
2. Verter as cerejas para um passador e remover cuidadosamente todos os caroços.
2015-06-06 16.29.39 2015-06-06 16.34.46
3. Colocar novamente as cerejas e o suco libertado por estas no copo da Bimby.
Adicionar os restantes ingredientes. 10Seg./Vel.9
Programar 12Min./Varoma/Vel.1
Retirar colocar num recipiente e deixar arrefecer.
Colocar no frigorífico para servir fresco com a Pana Cotta.
2015-06-06 16.47.27
Proposta de alternativa: Podem servir a Pana Cotta com compotas a gosto em substituição do Coulis.
2015-07-23 13.08.34
2015-07-23 13.12.59

segunda-feira, 27 de julho de 2015

Arroz integral com espinafres…

Os produtos integrais estão cada vez mais presentes na despensa cá de casa, sejam eles os flocos, as farinhas e agora também o arroz.
Mas o que são afinal os alimentos integrais e o para que contribuem estes para a nossa saúde ?
Os alimentos integrais são aqueles que não passaram por nenhum processo de refinamento na indústria. Por isso, mantiveram todas as suas propriedades nutricionais, como vitaminas, minerais e, principalmente, as fibras – o que os torna opções muito mais benéficas para a saúde.
Quais os benefícios de saúde com o arroz integral?
Reduz o colesterol
Diminui o risco de diabetes tipo 2
Ajuda a prevenir e tratar vários tipos de cancro
Melhora a saúde do cólon
Ajuda a melhorar as funções do fígado, na medida em que funciona como desintoxicante e apoia o sistema imunitário
Útil no tratamento de asma, graças aos seus altos níveis de magnésio
Reduz a enxaqueca
Acalma os nervos
Melhora a saúde dos ossos, entre outros…
No entanto, devemos ter cuidado com a quantidade de alimentos integrais que ingerimos, pois, apesar de ser uma “caloria saudável”, em excesso também poderá trazer efeitos colaterais, como sensação pesada no corpo, inchaço abdominal, alteração no trânsito intestinal e gases. Ingerir com peso e medida!
Atenção: 
Ao comer alimentos integrais e saudáveis é fundamental beber água.
Os alimentos  integrais utilizam e necessitam de muita água para tornar os seus efeitos proveitosos. Assim, o consumo de líquidos é essencial para que o seu benefício seja completo.
Diante de todos os factores citados acima, é mais fácil saber como estes alimentos favorecem e potencializam a perda de peso e uma vida mais saudável.
2015-07-21 12.59.21
Ingredientes:
200g arroz integral
1L água
1 cebola
2 dentes de alho
40g azeite
400g espinafres
1c. café de gengibre moído Margão
40g vinho branco
sal e pimenta q.b.
Preparação:
1. Colocar no copo a água, temperar com uma pitada de sal, inserir o cesto com o arroz.
Programar 45Min./Varoma/Vel.3
2015-07-21 11.58.47 2015-07-21 12.48.44
2. Entretanto, colocar na Varoma os Espinafres. Reservar.
3. Nos 15Min. finais, retirar o copo medida e colocar a Varoma com os Espinafres.
Cozinhar em segurança com o Suporte Pixie ;)
2015-07-18 19.48.27
4. Retirar a Varoma. Reservar.
Retirar o cesto com o arroz. Reservar.
5. No copo colocar a cebola, os alhos, o azeite e triturar. 5Seg./Vel.5
Refogar 5Min./Varoma/Vel.1
6. Adicionar os espinafres reservados e juntar o gengibre em pó, sal e pimenta.
Programar 8Min./100º/Vel.Colher/Inversa
2015-07-21 12.49.03 2015-07-21 12.50.51
7. Juntar ao arroz cozido e envolver 1Min./Inversa/Vel. Colher
2015-07-21 12.59.05
8. Acompanhar este arroz de espinafres com carne grelhada, uma refrescante e simples salada.
IMG_20150705_125241




domingo, 26 de julho de 2015

La Baguette…

Ao raiar do dia, o padeiro francês fabrica um dos ícones da padaria francesa, conhecido em todo o mundo: La Baguette.
De crosta apetitosa, dourada e crocante, miolo areado que derrete na boca…a Baguette é convidada de honra à mesa dos franceses. Sempre muito bem-vinda em todas as refeições, ela corresponde a cerca de 80% das compras de pães na França.

Conhecida internacionalmente, a baguete tradicional é feita à base de ingredientes muito simples: farinha de trigo, água, fermento e sal.
Corre a lenda de que a sua forma teria sido adoptada por pura funcionalidade.

Para se fazer uma “boa” baguete é preciso tempo, como quando se prepara qualquer “bom” pão.
Trabalhar a massa, esperar que fermente/levede, cortá-la em diversos pedaços, dar-lhe a forma adequada, aplicar-lhe os famosos pequenos cortes feitos à superfície pelo artesão, deixar que repouse, sem pressa… e, por fim, a cozedura.
Sim, porque para fazer um bom pão é preciso ganhar mestria.
Estou no bom caminho ;)

La Baguette é orgulho nacional…
Representa também uma técnica presente, apreciada e valorizada em todo o território francês, até pelo próprio Presidente da República!
Uma vez por ano, o “Grande Prémio da Baguete de Paris” é concedido a um padeiro que, além de o receber, obtém o direito de abastecer por um ano o palácio do Eliseu, residência oficial do Presidente.
Eu até era bem capaz de conseguir ganhar este prémio. ;)

Como haveria eu de resistir? Degustada com compotas, manteiga ou em forma de sanduíche com um delicioso recheio de presunto…que maravilha!
E os padeiros são sempre extremamente criativos, criando assim baguetes de diferentes tipos e originais: a chamada “La Baguette Campagne”, por exemplo.

Hoje, ao raiar do dia, como uma verdadeira padeira francesa, fabriquei as minhas baguetes, dando-lhe o meu toque pessoal.
Acrescentei um ingrediente à receita original…que lhe deu uma outra leveza…
E, sim, estas poderiam estar à venda numa qualquer padaria francesa que iam ser vendidas, de certeza!
Ficaram lindas, não ficaram?

Bonjour! :D

2015-07-16 19.06.14

Ingredientes:

300g água
20g de fermento fresco de padeiro OU 11g de fermento em pó para pão
530g farinha T55
1c. chá de sal grosso
20g de puré de batata instantâneo (opcional)

Preparação:

1. Deitar a água, o sal e o fermento no copo e programar 2Min./37º/Vel.2
2. Adicionar os restantes ingredientes. 3Min./Vel. Espiga

2015-07-16 15.36.51 2015-07-16 15.41.35

3. Formar um cilindro e dividir este em 4 partes.

2015-07-16 15.43.06

4. Dividir cada uma das 4 partes em outras duas.
Com o rolo da massa, estender a massa dando-lhe a forma própria da baguete, assim como a nível do tamanho pretendido.
5. Colocar uma parte em cima da outra e voltar a estender com o rolo da massa.

2015-07-16 15.44.24 2015-07-16 15.44.53

6. Enrolar como uma torta, colocar as dobras para baixo.
Fazer 3 cortes e polvilhar com farinha.
Os cortes devem ser SEMPRE feitos ANTES da massa levedar.

2015-07-16 15.45.42

7. Colocar no tabuleiro que irá ao forno e deixar levedar, cobertas com um pano, cerca de 30Min.
8. Aquecer o forno a 200º/15-20Min., ventilado, caso tenham esta opção no forno, colocando no fundo uma tigela de barro com água quente.

2015-07-16 15.51.43

9. Retirar do forno e deixar arrefecer em cima de uma grelha.

2015-07-16 17.07.41

10. Rechear a gosto.
Estas baguetes são perfeitas!

2015-07-16 19.07.12

Marcas Technorati: ,

sábado, 25 de julho de 2015

Granola caseira…

Para me redimir um pouco da minha última receita, Bola de Berlim, hoje decidi oferecer-vos algo mais saudável porque quando se tem em casa um ciclista, as receitas saudáveis e fit são quase obrigatórias. Esta foi a minha primeira (já lá vão uns tempinhos) e ainda não a tinha publicado, estava guardadinha…quase esquecida.
Hoje, parece-me ser o dia ideal!

A Granola, tornou-se assim, um dos snacks preferidos do meu marido e mais não é do que uma mistura de cereais com frutos secos.
Normalmente adoçada com xarope de agave, mel ou açúcar mascavado.
Pode ser misturada no leite ou nos iogurtes, faz um lanche ou pequeno almoço, saudável e delicioso.

Experimentem fazer pois é bem fácil, versátil usando sempre os ingredientes a vosso gosto e adaptando aos que têm na vossa despensa.

O ideal para aproveitar os benefícios da Granola sem aumentar o peso (sim, dependendo do que colocam na Granola esta pode ser calórica) é consumir cerca de 20g (uma colher e meia de sopa) ao dia, sempre adicionada a alimentos com baixo teor calórico, como por exemplo com iogurtes naturais ou frutas…

2015-07-25 11.26.42

 

Ingredientes:

65g Amêndoa
55g Amendoim
65g Castanha do Pará
55g Miolo de Caju natural
100g Flocos de Centeio integral
100g Flocos de Aveia
25g Coco ralado
15g sementes de Girassol
10g sementes de Sésamo
10g sementes de Linhaça
20g bagas de Goji
20g Passas sultanas
50g Mel
40g Azeite
5g Canela em pó
1c. café de gengibre em pó

Preparação:

1. Pré-aquecer o forno a 160º.
2. Colocar no copo os frutos secos e programar 10Seg./Vel.4.
Se gostarem dos frutos secos mais pequenos acrescentar mais uns segundos na Vel.4

2015-07-11 16.20.25 2015-07-11 16.22.41 
3. Adicionar os flocos de cereais, o coco e as sementes.
Envolver. 10Seg./Vel.2
Retirar para um recipiente e reservar.

2015-07-11 16.29.21 2015-07-11 16.30.46 
4. Colocar no copo o mel, o azeite, gengibre em pó e a canela. Aquecer 3Min./100º/Vel.1.

2015-07-11 16.37.41  2015-07-11 16.44.16

5. Adicionar à mistura de frutos secos com flocos de cereais, as bagas de Goji e as Passas.
Com uma colher misturadora envolver.
Podem fazer a adição destes no passo 3. Esqueci-me :)

2015-07-11 16.43.37

6. Verter sobre a mistura de frutos secos e cereais o preparado líquido e envolver.

2015-07-11 16.45.33  
7. Colocar num tabuleiro forrado com papel vegetal, espalhar numa camada homogénea e levar ao forno a 160º/20Min.
Mexer a meio.2015-07-11 16.49.23 
8. Retirar do forno e deixar arrefecer por completo, mexendo de vez em quando.
Guardar num recipiente hermético para que fique sempre crocante.
Dividi em vários frascos de vidro.
Fechar bem o frasco e guardar. ;)

2015-07-25 11.28.42

Consumir com iogurte natural ou da forma como mais gostarem ;)

11774404_10204419509474273_1567102578_n

Marcas Technorati: ,

sexta-feira, 24 de julho de 2015

Bola de Berlim…no forno!

Por esta altura do ano, não deve haver praia no sul do nosso país, onde não se coma uma bolinha de Berlim: com creme, sem creme, de chocolate, de alfarroba…enfim, bolas é o que não falta por lá. Comi uma todos os dias em que por lá estive, pois lá teve que ser, faz parte!
Nas pastelarias, já nem falo, pois aí encontram-se todooooooooo o ano!

A verdade é que a nossa bola de Berlim é um bolo tradicional semelhante, mas não igual, à Berliner alemã, este nome pode variar dependendo da zona em que se está.
Ao contrário desta, que é normalmente recheada com doces vermelhos (morango, framboesa, etc.), que é injectado com uma seringa grossa, após a fritura, não sendo visível antes de o bolo ser trincado ou partido.
A nossa é recheada com o creme pasteleiro ou com ovos moles que é colocado através de um golpe lateral, que está sempre visível e que muitos não lhe conseguem resistir.
São passadas ainda quentes, acabadas de fritar em óleo e de forma abundante por açúcar.

Crê-se que as bolas alemãs, as Berliner têm um diâmetro um pouco menor e são normalmente polvilhadas com açúcar em pó.

Andando eu a saltitar de receita em receita, passando por alguns blogues, encontrei um site alemão onde encontrei o que precisei, a receita das Berliner: http://www.chefkoch.de

Mas, claro…tive que adaptar à Bimby e mudei um ingrediente e adicionei outro e alterei a fritura para o assar no forno ;)
As receitas de outros servem sempre para as termos como base, mas devemos adaptar ao nosso gosto, foi o que fiz e o resultado foi… ESPECTACULAR!

2015-07-24 14.58.45

Ingredientes:

20g de fermento de padeiro fresco ou uma saqueta de 11g em pó
1dl de leite
400g de farinha T55
50g de manteiga
50g de açúcar
1 pitada de sal fino
1c. café de canela (a original não tinha)
1 ovo
1c. de sopa de aguardente (a original tinha rum)
raspa de um limão que substitui por 1c. café de sumo de limão (a original não tinha)

Açúcar em pó para polvilhar

Recheio:

Devem fazer com antecedência (no dia anterior) para estar completamente frio e solidificado

Ovos moles (http://cristinatbernardo.blogspot.pt/2015/04/ovos-moles.html)

Ovos moles Pobres (http://cristinatbernardo.blogspot.pt/2014/08/ovos-moles-pobres.html)

Preparação:

1. Colocar no copo o leite e o fermento. programar 2Min./37º/Vel.2.

2015-07-24 10.20.14 
2. Adicionar os restantes ingredientes.
Programar 20Seg./Vel.6, seguidos depois de 3Min./Vel. Espiga.

2015-07-24 10.28.06 2015-07-24 10.34.18
3. Para descolar a massa que eventualmente poderá ficar no fundo do copo ( pode não acontecer) adicionar mais um pouco de farinha. Programar 1Min./Vel. Espiga
4. Formar uma bola com a massa, coloca-la num recipiente, tapar com um pano e deixar levedar até dobrar o volume.

2015-07-24 10.38.15 2015-07-24 12.01.03 
5. Deitar a massa numa superfície enfarinhada e amassar bem com as mãos para que perca os buracos de ar.
Fazer pequenas bolas, fiz 12 e colocar num tabuleiro para descansar cerca de 20Min.

2015-07-24 12.06.35 

6. Colocar no forno, cerca de 10Min./70º, aumentar para 190º até ficarem douradas, cerca de 15Min.

2015-07-24 12.58.37

7. Colocar numa grelha e deixar arrefecer por completo.
8. Cortar as bolas a meio, mas não na totalidade.
9. Rechear com os ovos moles, recheio este que deve estar completamente frio, mas podem usar o recheio que mais gostarem.

2015-07-24 14.25.19 2015-07-24 14.28.29

10. Depois de recheadas, polvilhar com açúcar em pó.

2015-07-24 14.44.17

Nota: Podem fritar, se assim o desejarem ;)