Blogue Patrocinado Por

Blogue Patrocinado Por

terça-feira, 1 de setembro de 2015

Iogurtes de Pêssego…

Vocês já devem estar carecas de saber que eu faço os meus iogurtes e que apenas compro de vez em quando os iogurtes naturais para que possa iniciar de novo o processo dos mesmos. Já publiquei algumas receitas dos meus iogurtes, com os quais fico toda orgulhosa, porque realmente acredito que eles são muito melhores que os produtos mais famosos da categoria.
Eis alguns dos motivos pelos quais eu penso assim, mas muitos mais poderia acrescentar:

1. Quase todos os iogurtes do supermercado já vêm adoçados, padronizando o paladar de toda uma população consumidora para uma quantidade de açúcar que eu considero exagerada. Sim, eles geralmente são muito doces e apercebi-me deste facto à medida que fui reduzindo a quantidade deste ingrediente e em alguns deles eliminando-o por completo. Na minha opinião o melhor lugar para o açúcar é na sobremesa, não acham?

2. Os iogurtes com sabor de frutas do supermercado não são feitos com fruta natural.
As frutas são processadas e transformadas em polpa, o que já tira da fruta parte do sabor, do aroma e da sua cor.
Eu quero e gosto de comer a fruta inteira, fresca, deliciosa, com tudo o que ela tem quando sai da árvore.

3. Para compensar a perda de sabor, aroma e cor da fruta, a indústria acrescenta aos iogurtes aditivos como aromatizantes e corantes, que são substâncias nas quais eu não confio!
A maioria dos iogurtes cor de rosa (que se dizem sabor morango ou frutas vermelhas) têm um corante chamado carmim cochonilha, que é feito de um insecto triturado. Quando soube disto…MEDO! façam uma pesquisa com o nome deste corante e vão verificar que é mesmo verdade!
Outros têm corantes artificiais, com nomes difíceis de pronunciar.
Eu prefiro que meu iogurte tenha a cor da fruta fresca misturada ao branco do leite.
Assim, em vez de comprar iogurtes coloridos artificialmente, prefiro misturar ao meu iogurte caseiro a fruta verdadeira.

Depois de os iogurtes prontinhos a comer, o próximo passo é escolher os melhores complementos para os vossos iogurtes caseiros e adaptar ao vosso gosto. Eu gosto muito de acrescentar Granola caseira (http://cristinatbernardo.blogspot.pt/2015/07/granola-caseira.html). Mas também improviso com misturas mais simples, como aveia e linhaça, ou só mel quando me apetece adoçar um bocadinho, ou frutas frescas cortadas em pedaços, bolachinhas feitas por mim e partidas em pequenos pedaços, etc...

2015-08-30 10.28.40

Ingredientes:

200g Pêssegos OU outra fruta da época
1L leite (usei magro)
1 iogurte natural (http://cristinatbernardo.blogspot.pt/2015/07/iogurte-natural.html)
50g leite em pó magro
açúcar q.b., não usei, a fruta já tem o seu açúcar natural

Preparação:

1. Lavar bem os pêssegos e retirar apenas os caroços.

2015-08-27 13.29.50

2. Colocar no copo a fruta, o açúcar que eu não usei, mas se o usarem é aqui que o adicionam. 20Seg./Vel.7
Programar, de seguida 5Min./Varoma/Vel.1
Retirar o copo da base da Bimby e deixar arrefecer até aos 50º.

2015-08-27 13.36.07 2015-08-27 13.37.50

3. Depois de atingidos os 50º, adicionar os restantes ingredientes.
Programar 4Min./50º/Vel.4

2015-08-27 14.00.08 2015-08-27 14.01.25

4. Terminado o tempo, verter o preparado em frascos de vidro, devidamente esterilizados.
Abafar os copos numa manta polar durante cerca de 10h.

2015-08-27 14.10.01

5. Após este tempo, colocar os iogurtes no frigorífico.

2015-08-27 14.10.17

Nota: Durante a fermentação não devem mexer os iogurtes.

2015-08-30 10.29.41

Com a adição da fruta fresca, obtemos um iogurte ainda mais cremoso e com todo o sabor natural da fruta, já para não falar da cor natural lindíssima.
Convencidos? Os melhores iogurtes são os que são feitos por nós!
Eu não tenho dúvidas!

 

1 comentário:

  1. Eu adoro iogurtes caseiros! Confesso que os de compra até já me custam a engolir! Antes de ir de férias comprei iogurtes de aroma a morango e coco (pois eram os únicos disponíveis naquele dia) para levar para casa dos avós para que os miúdos tivessem iogurtes durante o tempo em que estivéssemos fora. Aproveitei e deixei alguns no meu frigorífico para que no dia que voltássemos tivéssemos alguma coisa para o pequeno almoço. Eu que gosto muito de coco, abri um de coco e aquele aroma completamente artificial deu-me a volta ao estômago de tal forma que não consegui comê-lo até ao fim! Depois de nos habituarmos aos caseiros fica tão difícil conseguir voltar a comer dos de compra! Sou como tu, compro apenas os naturais para ir fazendo os caseiros. Há quem diz que podemos usar o último que fizemos para fazer nova remessa mas sinceramente não acredito muito nisso, nestas coisas dos lácteos prefiro jogar pelo seguro! Beijinhos

    ResponderEliminar