Blogue Patrocinado Por

Blogue Patrocinado Por

sexta-feira, 29 de janeiro de 2016

Bacalhau ao Vapor com Romanesco...

"Coma comida. Coma pouco. Sobretudo vegetais." Palavras proferidas por Michael Pollan.
Fácil de aplicar nas nossas refeições diárias? Não. Será assim tão óbvio? Sim. As mentalidades acerca deste assunto são difíceis de mudar. 
Alturas há em que comemos alimentos processados (evito a todo o custo e no fundo nem custa muito) porque é rápido, porque é fácil. Comemos muitas vezes, muito mais do que precisamos e comemos erradamente no que à proporção entre frutas, vegetais, cereais e carne ou peixe, diz respeito. 
Cá em casa temos procurado alterar hábitos e, para além das questões de qualidade e proveniência da carne que consumimos, temos de facto reduzido a quantidade de carnes vermelhas, principalmente, optando pelas carnes brancas na maioria das vezes. Consumimos mais peixe se bem que aqui na minha pequena vila não temos muita variedade deste. Vale-nos as idas à cidade onde há mais escolha.
Um prato colorido pela presença de vegetais não tem de ser sensaborão. A forma como se confecionam os legumes é importante para preservar a sua qualidade nutritiva e para reforçar o seu sabor. As cores e as texturas diferentes tornam tudo menos aborrecido e muito mais bonito. É por isso que a procura de ingredientes diferentes pode ser muito compensadora. 
O Romanesco é originário da Itália e mais precisamente de Roma. Há registos da sua utilização desde o século XVI, mas somente nas últimas décadas veio a estar disponível e conhecido noutros países...e foi a primeira vez que o comprei e que o cozinhei! Para o comprar tive que me deslocar até à cidade de Lamego, na minha vila nunca o vi. O verde vibrante do romanesco cativou-me de imediato, não é lindo? A sua consistência é ainda mais tenra que a da couve-flor, devendo portanto ser apenas levemente cozido, mas pode também ser utilizado cru, em saladas.

Ingredientes:
4 postas generosas de bacalhau demolhado
1 Romanesco
1 Couve roxa
1 Cebola roxa
2 dentes de alho
Azeite q.b.
1L água para a cozedura
Ervas Aromáticas Aroma Alentejo : Segurelha OU outra a gosto
Preparação:
1. Remover as folhas do Romanesco e cortar os raminhos. Lavar e reservar no cesto da Bimby.


2. Programar 15Min./100º/Vel.2


3. Remover o cesto, manter a mesma água, colocar a Varoma com o Bacalhau e programar 20Min./Varoma/Vel.1
4. Numa frigideira anti-aderente deitar azeite de forma a que o fundo fique preenchido. Laminar os dentes de alho e aquecer.
5. Com a Mandolina Borner V3 com a placa de rodelas grossas inserida, laminar a cebola roxa.


6. Colocar as rodelas da cebola, na frigideira e deixar alourar em lume médio.


 7. Ainda com a Mandolina Borner V3, inserir a palca de rodelas finas e laminar a couve roxa.



 8. Deitar a Couve roxa na frigideira e deixar cozinhar, sempre em lume médio.

9. Quando a Couve roxa reduzir um pouco, polvilhar com Ervas Aromáticas Aroma Alentejo: Segurelha e deixar cozinhar.


10. Desligar o fogão e na frigideira colocar o Romanesco em cima da Couve já cozinhada durante cerca de 5Min.


 11. Quando terminar o tempo da cozedura do Bacalhau, servir.






Bom apetite!









6 comentários:

  1. Eu acho a couve romanesco o vegetal mais bonito de todos os tempos! Não me importava nada de a ter como centro de mesa!! Aqui ainda não encontro, mas tenho muita vontade de experimentar! Como sabes não me custa nada ingerir legumes, vegetais, etc. Gosto de tudo! E adoro bacalhau! Faço muitas vezes a vapor na bimby porque fica bem suculento, tenro e saboroso! Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Chegasse o Romanesco nas devidas condições e enviava-te um :)
      Beijinhos

      Eliminar
  2. Olá Cristina!!
    A apresentação ficou belíssima! Só de ler os ingredientes já fiquei com água na boca!
    Beijos mil e ótimo dia pra ti! =)
    www.deliciasdavodeo.com.br

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Andrea!
      Ficou mesmo muito saboroso. Adorei!
      Beijinhos para ti e bom fim de semana

      Eliminar
  3. Uma refeição simples e saborosa. A couve romanesco é um vegetal ainda muito novo aqui na minha cozinha. Já usei duas ou três vezes e adoro. Adoro o seu sabor e a sua imagem. É muito giro, eu acho.
    Gostei da sugestão que apresentou pois gosto de bacalhau, para mim, rei dos peixes.
    Bjinhos e bom fim-de-semana!!

    Tânia Tiago
    Bimby & Sabores da Vida

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Definiste da melhor forma, querida Tânia.
      também na minha cozinha é novo, as adorei e vou tentar ter cá mais vezes. Pena que tenha que fazer quase 70Km para o comprar, mas vale a pena Bjinhos

      Eliminar