Blogue Patrocinado Por

Blogue Patrocinado Por

sábado, 2 de abril de 2016

Artisan Bread...

Eu faço parte daquele grupo de pessoas que adora cozinhar e adora ainda mais comer, mas podem dar-me apenas pão com manteiga que eu fico satisfeita, saciada e feliz, mas para isso o Pão tem que ser de boa qualidade. Sim, também sou exigente a este nível.
O Pão é sem dúvida, aquilo que as minhas Bimby's mais fazem cá em casa!
Tenho um enorme prazer em fazê-lo, come-lo ainda quente com manteiga a derreter e sobretudo oferecer a quem me visita ou a quem não acredita que o meu é melhor que muitos que se encontram em algumas padarias.
Jamais me tinha atrevido até ter a minha primeira Bimby, apesar de o meu marido ter comprado uma máquina de pão, a qual eu nunca toquei...muito por birra, confesso. Ele é que gostava de fazer os pãezinhos na maquineta, mas eu sempre lhe torci o nariz. Até que...comecei a fazer o meu pão, na minha Bimby.
O primeiro pão que fiz na vida e que deu origem aqui ao meu Blog foi o Pão Milagre e ao retirá-lo do forno... nem queria acreditar: eu tinha feito pão! 
Com o passar do tempo, a minha curiosidade sobre o Pão aumentou, existem tantas combinações, tantas receitas que por vezes tenho dificuldade em escolher. Raramente, faço a mesma receita duas vezes seguidas, a sério! Gosto de variar, de experimentar e de saborear cada fatia. Fico sempre tão orgulhosa dos meus pães e mais ainda quando as minhas filhas me dizem que o meu pão é o melhor do mundo!
Esta receita de Pão Artesanal já andava na minha mira há imenso tempo, mas confesso que duvidava um pouco do resultado final porque não é preciso amassar, apenas envolver, não precisava da minha Bimby...pois, apenas precisava dos ingredientes, de uma colher para os envolver e um recipiente de plástico com tampa e apenas 5Min., o tempo gasto da nossa parte é mesmo 5Min. O restante fica entregue à fermentação e à sua cozedura. Não é fantástico?
A receita padrão do Artisan Bread, é do livro "Artisan Bread in Five Minutes a Day", de Jeff Hertzberg and Zoe Francois.
Apesar de existirem inúmeras variações desta receita, fiquei-me pela original na primeira experiência, mas já houve uma segunda e aí sim, já inventei um bocadinho, ora pois! :D
Estou rendida!
Mas o potencial desta massa não fica por aqui... Não só podemos usar esta massa para fazer pão, como também podemos fazer pizzas, contudo devemos reservá-la numa caixa fechada, mas não hermética, no frigorífico durante 1 semana, sem que se estrague.
Sempre que precisamos de massa para fazer um pão, vamos ao frigorífico tiramos a caixa para fora, polvilhamos a superfície da massa com farinha e retiramos a quantidade de massa que queremos. O resto é novamente reservado no frio nas condições anteriores.
Ao que parece a massa indo ao frio torna-se mais fácil de trabalhar e com o passar dos dias fica ainda melhor. Mas atenção, convém que a massa, antes de ir para dentro do frigorífico, repouse à temperatura ambiente  durante 2 horas, caso contrário compromete-se toda a fermentação.
Se decidirmos levar a nossa massa ao frio, no dia em que a usarmos para fazer pão, convém que repouse entre 40 a 60 minutos à temperatura ambiente para que volte a levedar.
E não me vou alongar mais...já escrevi um testamento!
Vamos à receitinha milagrosa...


ARTISAN BREAD - MASTER RECIPE / RECEITA BASE
Ingredientes:
1Kg farinha T55
750ml água tépida
1 saqueta de fermento seco Fermipan
1c. chá de açúcar
1c. sopa rasa de sal ( OU a quantidade a vosso gosto)
Preparação:1. Verter a água tépida para uma taça ou Tupperware com capacidade para 4L e adicionar o fermento. Misturar. Tapar e deixar descansar 10Min.




2. Acrescentar a farinha e os restantes ingredientes.
Com uma colher misturadora da Tupperware, envolver todos os ingredientes em movimentos circulares até estarem bem incorporados.




3. Depois dos ingredientes todos envolvidos retirei um terço da massa para outro Tupperware. Tinha que testar a parte da refrigeração. (Esta parte fica para outra publicação).
Tapar o Tupperware com a tampa.
Deixar levedar à temperatura ambiente até que triplique de volume. Necessitei apenas de 2H para este resultado, mas dependerá da temperatura das vossas cozinhas, podendo demorar até cerca de 4H. Opto por guardar o recipiente durante este tempo dentro do forno desligado para assegurar que não existem correntes de ar durante o processo de fermentação que possam comprometer o crescimento da massa.


4. Num outro recipiente colocar 2c. de sopa bem cheias de farinha T55 e polvilhar os rebordos do Tupperware.
Envolver a massa para que ela baixe de volume e forme uma bola.



5. A bola deverá ficar bem polvilhada com farinha, a massa é bastante mole.
Colocar a massa (dividi em dois pedaços) num tabuleiro de forno forrado com um tapete de silicone e polvilhado com bastante farinha. Moldar ligeiramente a massa para lhe dar forma. Podem fazer alguns cortes decorativos com a faca. Não fiz, pois deixei que a massa fizesse a sua própria decoração. 
 
 
6. Tapar com um pano, enquanto pré-aquecemos o forno a 200º.
Cozi os meus no forno de lenha, pois se o pão é artesanal...antigamente não havia fornos eléctricos :D
 

Dica: A cozedura não deverá exceder os 25 a 30Min.
Atenção: O ambiente de cozedura deve ser húmido pelo que se aconselha a colocar uma taça com água na prateleira debaixo ou encher o tabuleiro inferior do forno com água.
Se repararem bem na minha foto, por baixo do tabuleiro onde estão os pães tenho uma forma...lá dentro coloquei 10 pedras de gelo. Ficou espetacular, uma crosta bem crocante.
No fim do tempo bater com o nó dos dedos no cimo do pão e confirmar que o som é seco.
Se sim, o pão está pronto!
Retirar e deixar arrefecer sobre uma grelha, se conseguirem...
 
 
Estou rendida e a próxima publicação, ainda vos vai deixar com mais água na boca! ;)


2 comentários:

  1. Eu por acaso prefiro amassar o pão na máquina do pão do que na bimby! Mas é só porque as lâminas da bimby são tão chatinhas de lavar! Há uma semana que não toco numa fatia de pão! Depois dos excessos da Páscoa tive de abdicar de algumas coisas, mas só por uma semana! Não tarda vou fazer um pãozinho e por acaso já tinha decidido que ia ser artisan bread! beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Estou rendida a esta pequena maravilha que pouco trabalho dá.
      Beijinhos

      Eliminar